Expressar-se pra quê?

Cruzada SolAntes da liberdade de expressão, o sentido de se expressar:

Para quê se expressar? Antes de nos perguntarmos o que é se expressar ou qual a função da fala, temos de encontrar seu sentido. “O que é falar” não ajuda a encontrar o sentido. Agora, o “para quê” falar, ou melhor, “para quem” falar, dá sentido…

Se falar é colocar para fora aquilo que está aqui dentro – liberdade de expressar crenças -, não temos sentido, apenas imposição daquele que fala sobre tudo. Mas se falar é expressar para alguém, a referência não sou “eu” em minha centralidade, mas o Próximo que me traz sentido: ele direciona minha fala, existe alguém que recebe o que vem de mim. Não falamos para objetos, mas para interlocutores, para gente.

Expressão que não considera essa relação entre sujeitos é sem sentido: não experimenta o “para quê” ou “para quem” se fala. É expressão sem sentido, vazia de significado: conversa solitária com o próprio espelho – fuga da relação. Falar é dar vida à relação: convidarmos àquele a quem se fala para entrar enquanto nos colocamos na disposição do “eis-me aqui”. Expressão é serviço. Expressar-se tem sentido enquanto trabalho para e pelo Outro – pelo Próximo.

Bruno Reikdal Lima

Anúncios

Um comentário sobre “Expressar-se pra quê?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s