Misericórdia

2014_08_entrevista_clodovis_boff_dialogosdosul.org.brCulpado e culpável, Caim pode ser morto. O pecado original pode atualizar-se, ganhar originalidade novamente em uma vingança: a “paga” pelo sangue de Abel. Qualquer um que o encontrasse poderia, como Caim percebe e teme, mata-lo

Não é conquistador infinitamente, é limitado e sem controle. Caído em si, Caim teme. Entretanto, Deus protege a relação: uma saída para o pecado, uma nova chance, um novo nascimento.

Caim é “marcado” por Deus sob uma maldição: quem matar Caim, “sofrerá sete vezes a vingança”. É o limite para o assassinato: se romper a relação, novamente, ela nunca será mantida. Caim é marcado para ser salvo, para lembrar que a relação com o Outro deve ser mantida, não pode ser rompida ou preenchida. A vingança chamará mais vingança, o abismo mais abismo. A responsabilidade nos impede a vingança. Entre o Mesmo e o Outro, entre o Eu e o Próximo, a vida deve ser cuidada, a relação mantida. A destruição do Próximo pelo Eu retoma e repete, origina novamente, o pecado.

A marca em Caim é sinal de salvação, de misericórdia: lembra-te que há o Próximo, o encontro com o Outro deve ser percebido, o sinal reconhecido. Mesmo que o Outro seja Caim: em relação ao Eu, Caim é Próximo, é Outro, não mais o Mesmo. Caim nasce novamente, tem uma nova chance. A misericórdia quanto ao Mesmo possibilita que em uma nova relação ele seja reconhecido como Outro.

Caim, além disso, não é mais conquistador dono da terra: muda-se para Node, para a terra da peregrinação. Caim agora não é fugitivo, pode mostrar seu rosto para os Outros. Porém, é estrangeiro, peregrino em qualquer terra. Sabe do limite da conquista, do perigo do desejo de consumir tudo, de controlar a relação. Sendo estrangeiro em qualquer terra, morando em peregrinação, sua casa é sempre casa de Outro, nunca do Mesmo. Agora habita em terra comum. Não mais traz o Próximo para sua casa, mas qualquer terra é casa do Próximo: ele é estrangeiro e peregrino no mundo.

Bruno Reikdal Lima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s